Pedaços de Mim

Precisava juntar meus pedaços, escolhi as palavras...

Áudios

TARDE SOMBRIA
Data: 04/08/2012
Créditos:
TEXTO: SONETO Tarde Sombria
AUTOR: EUCLIDES (ROMANTÍSSIMO)
INTÉRPRETE:Sônia de Fátima Machado Silva
EDITOR: Sônia de Fátima Machado silva
TRILHA SONORA: Mozart - Ave Verum Corpus, Motet for Chorus, Strings, & Organ, K 618; Ave Maria

OBS: INTERPRETAÇÃO E PUBLICAÇÃO A PEDIDO DO AUTOR ROMANTÍSSIMO.
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Romantíssimo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

TARDE SOMBRIA( SONETO N° XXIII )
Quando a tarde cai assim tão sombria
E vejo no arrebol a estrela vespertina
Nada além dos meus olhos que declina
Eu com essa escuridão, findando o dia

Como se as aves recolhesse ao poleiro
Nos galhos das arvores destes pomares
Me vinha uma quietude destes lugares
A certeza do findar, instante derradeiro

E nada como o chorar da alma silenciosa
Que procura beleza na imagem vaporosa
Como sombras talvez de um certo sonho

Nada como a paz que vem de cada canto
Como se renascesse em mim todo encanto
De perseguir mais a noite que eu disponho.


EUCLIDES
DO MEU LIVRO ( O PODER DO AMOR )
euclides_silva2000@yahoo.com.br
Enviado por ROMANTISSIMO em 23/03/2007



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras