Pedaços de Mim

Precisava juntar meus pedaços, escolhi as palavras...

Textos



NEVE DA MONTANHA

 
Final de outono. O inverno é quase messe.
Ela perde as folhas, mas o caule floresce
num espetáculo perfeito de flores brancas.
Por isso a chamam de Neve da montanha,
um cenário lindo que o inverno ganha
bem ao lado da capela, suspiros arranca...
 
Vi a linda imagem nessa manhã de frio,
entre a capela e o muro, um manto esguio.
A brancura vertendo-se ao sol matinal,
contrastando com o tempo seco tanta beleza,
tanta simplicidade, tanta pureza,
que quis configurá-la em meu madrigal.
 
Não passastes despercebida pelos fieis,
que entre orações, os olhares eram pinceis
a redesenhar uma beleza tão pura,
que ao padre restou falar na homilia
de tão lindo esplendor que anestesia
até mesmo incrédulos com tua alvura...
 
 

( Imagem: ARVORE NEVE DA MONTANHA. Clicada por mim hoje de manhazinha quando fui a missa. Não tem como não ficar encantado de modo que tal espetáculo foi capaz de despertar minha inspiração hoje e fiz esse poema para ela, embora não tenha ficado muito bom. Essa flor fica bem ao lado da capela. Para saber mais sobre ela clique no link : 
http://flores.culturamix.com/dicas/planta-neve-da-montanha


Bom doningo a todos. Agora vou cuidar da minha maezinha. De tarde volto para visitas e fazer meu diário. 
Sonia de Fátima Machado Silva
Enviado por Sonia de Fátima Machado Silva em 11/06/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras