Pedaços de Mim

Precisava juntar meus pedaços, escolhi as palavras...

Textos



Sua rua...

 
Na sua rua floresceu o jacarandá.
Eu sei, você não está mais lá
e não pode mais ver as flores lilases
enfeitando os galhos, o áspero asfalto.
Mas quem sabe lá bem do alto
possas ver todas essas lindas fases
 
dos galhos secos cobrirem-se de flores;
de encher sua rua de lindas cores...
Ah! Eu sei que de onde você está
podes ver tudo, essa nossa saudade;
essa falta, essa ausência que nos invade...
Sim, pode ver bem mais que o jacarandá.
 
Ele é apenas a desculpa para a te falar.
Desculpas dessas de quem quer chorar.
Então o jacarandá é apenas um detalhe,
enfeitando a sua rua, a sua grande falta;
essa dor ainda tão grande, tão incauta!
Ah! Que nada nesse mundo me cale.
 
Mas me deixe gritar nesses versos,
pois só assim resisto aos reversos
que a vida permite  a alguém especial:
efêmera, mas bela tal a flor de jacarandá.
O que nos conforta é saber eterna onde está;
na sua rua e em nós... Sempre angelical.



Poema dedicado à minha mãe que está junto de Deus há dezesseis dias.
IMAGEM: Jacarandá da rua onde ela morava- clicada hoje dia 10 de setembro de 2017 por mim.
Sonia de Fátima Machado Silva
Enviado por Sonia de Fátima Machado Silva em 10/09/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras